Você deve esperar um choque de oferta de Bitcoin?

Com o Bitcoin sendo negociado acima de US $ 23.000 emergindo para se tornar o novo normal, as instituições e as baleias Bitcoin Evolution estão conduzindo a descoberta de preços em territórios anteriormente desconhecidos nas tabelas de preços. Isso não é um choque para os analistas da maxis e da rede, no entanto, com Willy Woo recentemente citado como tendo dito :

“$ 100.000, eu classificaria como muito conservador, provavelmente excessivamente conservador. Eu classificaria $ 200.000 para cima como um ponto ideal. $ 300.000 não estão fora de questão, e eu não ridicularizo $ 1.000.000. ”

De acordo com Willy Woo, há potencial para um choque de oferta com cada vez mais compradores institucionais entrando no mercado

É fundamental para os comerciantes de varejo identificar quando e onde no ciclo de mercado do Bitcoin , as instituições assumiram as rédeas do preço do Bitcoin e, mais importante, o fornecimento em bolsas à vista.

Olhando para o gráfico de preços do Bitcoin, em 2018 ou 2019, analistas técnicos ou traders não poderiam ter visto através dele, a menos que estudassem a institucionalização e suas implicações na descoberta de preços. Idealmente, eles não saberiam a diferença entre um mercado em alta e em baixa antes de passar por ele, uma vez que o gráfico esteve instável durante a maior parte de 2020.

Na verdade, em 2019, houve um penhasco na tabela de preços do Bitcoin, onde o preço caiu de $ 6.000 para $ 3.000, um desenvolvimento que marcou o início do ano. Em torno desse fundo, o Bitcoin mudou de mãos várias vezes, ou como o crypto-Twitter gosta de colocar – “mãos fracas foram sacudidas”.

Você deve esperar um choque de fornecimento de Bitcoin?

Com base nos dados do CoinMarketCap e na tabela de preços em anexo, houve uma discrepância notável entre as expectativas dos investidores e o preço diário nas bolsas à vista durante a maior parte de 2018 e 2019.

Em 2019, quando o preço subiu de US $ 4 mil para US $ 14 mil, isso poderia ser atribuído diretamente ao fluxo de investimentos das instituições, segundo Willy Woo. Se os comerciantes de varejo ficassem atentos à mudança de mãos e à rápida aquisição do Bitcoin por instituições como a escala de cinza, a corrida de touros de 2020 teria sido melhor recebida. As paredes de venda atuais em bolsas como Binance e Huobi são indicativas de um suprimento antigo 5Y-7Y que agora está ativo.

Em vez de apoiar mais a descoberta de preços e impulsionar a demanda, mais comerciantes de varejo estão saindo da rede. Este pode ser um movimento momentâneo ou estratégico, no entanto, certamente terá um impacto na distribuição de suprimentos do Bitcoin. O restante dos 2,5 milhões de Bitcoins podem ser adquiridos diretamente por instituições quando o preço for descoberto além de US $ 23.500.

Se a oferta for controlada por instituições, uma liquidação teria um impacto direto sobre os preços de câmbio à vista, e um choque de oferta poderia possivelmente sacudir mais mãos fracas.

A institucionalização que levou à fase de 2020 e explodiu no topo mudou a direção dos fluxos de investimento, especialmente porque há menos de 100 milhões de pessoas em criptografia e muito menos instituições. No entanto, o crescimento não é natural ou simétrico quando olhamos o gráfico, já que muitas compras aconteceram em torno da enxurrada de esquemas Ponzi em 2017.

The DeFi community raises questions about the centralisation of the Compound Chain

The DeFi protocol, Compound, aims to launch a blockchain network that allows cross-string value transfer.

The DeFi lending protocol, Compound, published a whitepaper on Thursday introducing Compound Chain, a new blockchain network aimed at providing value transfer capability between chains.

Reactions to the news have been overwhelmingly negative and many respondents on social networks disagree with the perceived centralisation concerns associated with the project. Perhaps expecting a negative response from „Crypto Twitter“, Compound Labs even limited the responses in its tweet announcing the project.

Compound Finance founder says CeFi will eventually adopt DeFi
According to the whitepaper, Compound Chain is a blockchain architecture that will allow cheaper value and liquidity transfer across different distributed networks. The project will use the Test of Authority (PoA) consensus among a group of validators to govern the chain with CASH as the native currency of the stablecoin.

While not complete in detail, the technical document rated CASH as similar to MakerDAO’s Dai. However, unlike Dai, CASH will be used to settle transaction fees in the Compound Chain.

As part of the documentation released on Thursday, the Compound Chain is a response to three main problems: high gas tariffs, aggregate risks associated with the backed assets, and the inability to manage non-ethereum-based assets. By using PoA among a limited number of validators, Compound Chain can, in theory, deliver faster transactions.

Compound Liquidator made $4 million after oracles inflated the price of IAD
However, as is often the case, higher transaction returns are achieved at the cost of decentralisation. Indeed, critics such as Anthony Sassano of Set Protocol argued:

„Although the reason [ETH gas tariffs are] expensive is because Ethereum’s performance is limited due to its extreme decentralisation, Compound Chain will only have low tariffs because it will be much, much less decentralised, as it is a PoA chain (where validators are chosen by COMP governors)“.
Instead of creating a complete blockchain network, Sassano felt that Compound could achieve the same goal by using layer two solutions in the Ethereum chain. However, layer two implementations also come with additional composability concerns, especially for DeFi users.

In defending the project’s decision to create a new blockchain network, Compound Finance founder Robert Leshner noted that Compound Chain would allow cryptoactives broadcast on other blockchain networks to be linked to „where DeFi occurs,“ i.e., Ethereum. Leshner highlighted assets such as digital central bank currencies (CBDC) as likely use cases for the planned network’s cross chain function.

Compound refused to compensate the victims of the Dai liquidation in November
As Cointelegraph reported earlier, the founder of Compound Finance is confident of future synergies between centralised finance (CeFi) and DeFi. However, the initial technical document did not contain an explanation of how the project will resolve compatibility issues while transporting non-ETHEREUM-based assets to the Ethereum chain.

The news of the planned blockchain Compound Chain comes less than a week after a planned compensation fund for users affected by the Dai mass liquidations that occurred on November 26 failed to get enough votes.

Bitcoin se beneficiará de la desconfianza en el sistema financiero

Morgan Stanley: „Bitcoin se beneficiará de la desconfianza en el sistema financiero“.

¿Es posible que Bitcoin se convierta en la próxima moneda de reserva mundial?

Bitcoin (BTC) es una amenaza significativa para el dólar estadounidense como moneda de reserva mundial, según un analista estratégico senior del importante banco de inversiones Morgan Stanley.

Ruchir Sharma, estratega jefe de desarrollo global de Morgan Stanley Investment Management, cree que el dominio del dólar estadounidense podría ser anulado por la sacudida de la confianza en el mundo financiero Immediate Edge tradicional, siendo Bitcoin el probable beneficiario.

En un artículo del 9 de diciembre en el Financial Times, Sharma dio primero un breve resumen de los acontecimientos históricos de las monedas de reserva mundial. Según el artículo, el dólar estadounidense ha estado en una posición de liderazgo durante 100 años, en parte porque otras monedas nacionales importantes como el yuan chino o el euro no han podido ganar suficiente confianza en la economía para sustituir al dólar estadounidense.

Por lo tanto, Sharma ve los próximos desafíos para la moneda americana en monedas digitales descentralizadas, sobre todo Bitcoin. La moneda criptográfica líder en el mercado ya ha demostrado su fuerza como un poderoso producto financiero en 2020 al cuadruplicar su valor desde marzo. Además de la crisis de Corona, una de las fuerzas motrices fue la „floja“ política monetaria de la Reserva Federal de los Estados Unidos. En este contexto Sharma explica:

„El dominio del dólar americano llegará a su fin cuando el mundo ya no confíe en que los EE.UU. puedan pagar sus deudas. La impresión de dinero continuará incluso después de que la pandemia haya terminado. Bitcon se beneficiará de la creciente desconfianza en las alternativas tradicionales.

El experto en inversiones señala que Bitcoin „está avanzando en la sustitución del dólar estadounidense como medio de pago“

Por ejemplo, la adopción de Bitcoin aumentaría constantemente en muchas áreas de aplicación. „En las últimas semanas, PayPal ha comprado Bitcoin para ofrecer la moneda criptográfica como instrumento de pago el próximo año“, añade Sharma.

Por esta razón, insta a la Reserva Federal de los EE.UU. a repensar los efectos de su política monetaria si quiere mantener su posición de poder:

„La oleada de Bitcoin podría seguir siendo una burbuja especulativa, pero incluso si esa burbuja estalla, la prisa de este año por las criptodivisas debería servir como una advertencia a los bancos centrales, especialmente en los Estados Unidos. ¡No crean que sus monedas nacionales tradicionales son la única reserva de valor y medio de pago en la que la gente tiene confianza!